Buscar
  • Espaço PACEM

O Serviço Essencial: Segurança Privada.




O momento atual vem mudando o jeito como olhamos para as coisas. A importância de se estar em segurança é uma das necessidades que mais se aproximam das famílias. A pergunta “ A segurança privada não deveria ser um serviço essencial para todos?” se torna cada vez mais relevante.


Conversando sobre isso podemos perceber que a maioria das pessoas não leva a própria segurança em consideração, até que algo aconteça. Assaltos, sequestros e até mesmo celulares invadidos, muitas vezes o problema está em não levar o assunto com a seriedade merecida.

Você, provavelmente, conhece alguém que já passou por uma situação de risco, ou até mesmo você já tenha vivido momentos de insegurança.


“O estado de São Paulo terminou o mês de setembro(2021) com aumento dos casos de estupro e latrocínio – roubo seguido de morte –, na comparação com o mesmo mês do ano passado. Houve aumento também de roubos e furtos em geral.”

Fonte: https://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2021-10/sp-tem-aumento-de-estupros-latrocinios-roubos-e-furtos-em setembro


Com as mudanças drásticas que passamos nos anos com o Covid, a quarentena e a pandemia, as áreas de atuação nos mais diferentes trabalhos tiveram que transferir algumas responsabilidades aos trabalhadores. Vigilantes organizando filas nas partes externas de seus postos, uso de novos EPIs e procedimentos sanitários, afastamentos longos por ordem médica, entre outros motivos, levaram as empresas em busca de novos funcionários.


“Por fim, em 2021, as empresas especializadas contam com cerca de 502.318 profissionais, e as orgânicas com 23.790 profissionais em atuação nas empresas de segurança. Esse número é bastante elevado e demonstra que, mesmo com a pandemia, o setor se mostra uma opção sólida de investimento.”

Fonte: https://www.bemparana.com.br/noticia/mercado-de-seguranca-privada-no-brasil-fatura-cerca-de-r-357-bilhoes-em 2020-258415


A principal arma no trabalho de um vigilante sempre foi a presença física e essa ação muda todo o ambiente em que está inserido. O famoso “ficar parado com cara de mau” deve ser considerado a parte mais efetiva na questão preventiva de situações de risco.

Sendo em portas de banco ou fazendo rondas nas ruas de condomínios a sensação de segurança que passa um vigilante bem portado muda todo o local em que trabalha.


“A vigilante percebeu a movimentação da mulher e resolveu questionar a mesma, quando deu alguns relatos não condizente com as normas do hospital, a vigilante bem orientada quando ao plano de segurança percebeu os falsos relatos e reteu a mesma até o esclarecimento dos fatos, logo em seguida sendo comprovado a tentativa de rapto do bebê, a mesma foi contida e a polícia acionada, ao chegar ao hospital e ter ciência dos fatos fez a prisão da mesma.”

Fonte: https://alphasegurancaprivada.com/vigilante-impede-mulher-de-levar-bebe-de-hospital/


Podemos concordar que a final a área da segurança privada, que foi evidenciada pela pandemia, é, e será ainda mais de grande importância em nossa sociedade.

De algumas coisas não podemos fugir e a nossa segurança é uma delas.


RS Cruz da Silva 25/02/2022


31 visualizações0 comentário